quinta-feira, 21 de maio de 2009

A História de Chiquitita

Desde o seu lançamento original em 1979, Chiquitita tem sido reconhecida como um dos maiores sucessos do ABBA. Mas se o destino quisesse de outra forma, Chiquitita hoje poderia ser conhecida como - Rosalita.

Se não fosse por Summer Night City

Era início de dezembro de 1978 e as sessões do novo álbum do ABBA se não eram exatamente desastrosas, pelo menos não estavam tão bem como seria de esperar. As sessões para o álbum que acabaria por se tornar “Voulez-Vous” haviam começado em março, ganhou velocidade em abril e em seguida o grupo mudou-se para o novíssimo Polar Music Studios, em junho. Até então, todo o trabalho havia rendido um único lançamento, em setembro: "Summer Night City". Mas o grupo não estava totalmente satisfeito com o resultado desse single e, embora certamente ele não houvesse sido um fracasso, foi um pouco menos bem sucedido em termos internacionais do que o ABBA estava esperando dos seus singles lançados. E agora, após um período de quase nove meses - um período de tempo que foi duas vezes mais longo que o período de gravação de todo o álbum “Waterloo” cinco anos antes - eles não tinham sequer um par de faixas para o álbum com que estivessem safisfeitos.

Entretanto, eles sabiam que deveriam lançar um novo single muito em breve. Na verdade, houve mesmo uma meta específica para o seu próximo lançamento. Em 9 de janeiro de 1979, um concerto beneficente muito especial foi programado para ser realizado na Assembléia Geral das Nações Unidas em Nova York. O objetivo do show era levantar dinheiro para a programa mundial contra a fome do UNICEF, e também para marcar o início do Ano Internacional da Criança. Houve também a idéia de que cada um dos artistas participantes deveriam contribuir com uma canção especial e doar os direitos para o UNICEF. Todo o projeto havia sido sonhado pelos Bee Gees, o seu empresário Robert Stigwood e a personalidade televisiva David Frost. ABBA deveria participar, e os outros artistas eram os Bee Gees, Andy Gibb, Olivia Newton-John, John Denver, Donna Summer, Rita Coolidge, Kris Kristofferson, Rod Stewart e a banda Earth Wind and Fire. Os Bee Gees, por exemplo, lançaram a sua contribuição, "Too Much Heaven", como single em novembro - atingindo um esmagador sucesso mundial - e ABBA planejava lançar sua canção em janeiro. No início de dezembro, parecia que o novo single seria "If It Wasn’t For The Nights", uma música bem dançante e uma das poucas gravações dos últimos meses com que eles estavam felizes.


O conto de Rosalita

Ainda assim, o trabalho em cima do novo álbum deveria continuar, e em 4 de dezembro, Björn, Benny e seus músicos confiáveis se reuniram no estúdio para a gravação de uma nova canção. Neste momento, ela foi adornada com um título de trabalho um pouco grotesco, "Kålsupare" (traduzido livremente como "farinha do mesmo saco"), que não tinha absolutamente nada a ver com a verdadeira música. A faixa de apoio foi aperfeiçoada, Björn surgiu com uma idéia para as letras em que o protagonista dirige-se a uma antiga amante dizendo que agora prefere outra mulher. O título desta nova canção se tornou "In The Arms Of Rosalita". Agnetha e Frida gravaram seus vocais, dando voltas para cantar os versos de modo que ambas atuassem no trecho da mulher desprezada.

Mas embora esta gravação fosse atraente o suficiente, o grupo sentiu que algo não estava muito bem com ela. O apoio estava mais lento e mais pesado do que eles queriam, e a gravação não atingia o potencial inerente à melodia. A continuação dos trabalhos na faixa foi interrompida no momento, e enquanto ABBA estudava algumas questões, em 6 de dezembro eles foram para Londres, Inglaterra, para algumas aparições na televisão. Mais especialmente eles apareceram no especial de Natal do programa The Mike Yarwood (exibido no dia de Natal, 25 de dezembro), apresentando o que então seria seu próximo single: "If It Wasn’t For The Nights".

Two wise guys (Dois caras sábios)

Ao retornarem para a Suécia, Björn e Benny solicitaram novamente uma sessão com os músicos para uma reformulação na faixa de apoio de "In The Arms Of Rosalita". A data era 13 de dezembro de 1978, e quem estava contribuindo eram alguns dos dos seus colaboradores mais confiáveis: Ola Brunkert na bateria, Rutger Gunnarsson no baixo e Lasse Wellander na guitarra. Esta segunda tentativa para uma faixa de apoio foi adornada com o título de trabalho "Kålsupare II", posteriormente alterado para "Three Wise Guys". Trabalhando fora do novo arranjo, muitas características da primeira versão foram mantidas. Por exemplo, a introdução com guitarra acústica de Lasse Wellander estava lá desde o início, apesar de ter sido expandida um pouco para a nova versão. Mas os compositores também achavam que queriam salientar o sentimento latino-americano da melodia, e nos tapes da sessão eles podem ser ouvidos discutindo "El Condor Pasa" (que se tornou famosa com Simon & Garfunkel), como um ponto de referência adequado.

Outra decisão crucial também foi tomada para a reestruturação da canção: uma ponte no meio da composição - apresentando vocais do grupo na sua interpretação de "In The Arms Of Rosalita"- foi transferida para o final da canção, aliviando-a destes vocais. Na verdade, só a estrutura dos acordes permaneceu nesta seção, e uma melodia instrumental totalmente nova tocada ao piano foi inventada por Benny. A nova faixa de apoio ficou certamente "mais leve" em relação à primeira tentativa, e efetivamente tinha algumas semelhanças com "El Condor Pasa". Para os overdubs (superposições) vocais de Agnetha e Frida, Björn compôs novas letras, a primeira intitulada "Chiquitita Angelina" e depois mais uma vez foi reformulada para se tornar simplesmente 'Chiquitita'. Com Agnetha cantando sozinha a primeira estrofe, acompanhada por Frida no restante da canção, as letras foram agora transformadas em uma mensagem de conforto e encorajamento, onde as cantoras tentam instilar alguma esperança de melhores dias em uma amiga inconsolável. Algumas linhas aqui e ali de "In The Arms Of Rosalita" foram efetivamente mantidas na nova música, ainda que ligeiramente reformuladas, como "enchained by your own sorrow (acorrentada em sua própria tristeza)" e "there is no hope for tomorrow (não há esperança para o amanhã)".

Nações Unidas aplaudem Chiquitita

Com a canção completa, finalizada e mixada, o próprio ABBA e todos à sua volta perceberam que eles tinham uma nova concorrente forte para ser lançada como single. Assim ficou decidido que deixariam "If It Wasn’t For The Nights" ficar como uma faixa do novo álbum, e tornar "'Chiquitita" o novo single e, principalmente, a canção que o grupo iria doar ao UNICEF. Talvez foi considerado que esta balada, com o seu clima de esperança, era mais adequada para uma causa caridosa do que uma faixa dançante como "If It Wasn’t For The Nights". Em todo caso, "Chiquitita" foi primeiramente revelada ao mundo no concerto do UNICEF em 9 de Janeiro de 1979. O show foi então transmitido nos Estados Unidos em 10 de janeiro, com transmissões em sequência por todo o mundo. Depois, em 16 de janeiro, o single "Chiquitita" foi lançado, logo se tornando um grande sucesso e se saindo muito melhor nas paradas do que "Summer Night City" anteriormente, atingindo a primeira posição em pelo menos 10 países e entrando para o “Top Ten” em muitos outros.

Excepcionalmente para o ABBA, mas talvez uma consequência inevitável do fato da canção ter sido lançada apenas um mês após ter sido concluída no estúdio, não foi Lasse Hallström quem dirigiu o clipe promocional da música. Em vez disso, o grupo fez uma apresentação para a BBC em fevereiro, enquanto estavam na Suíça filmando um especial para a televisão (ABBA In Switzerland). Esta apresentação, filmada ao ar livre em frente a um enorme boneco de neve, foi posteriormente utilizada como clipe oficial para a canção e pode ser encontrada em várias compilações em DVD da banda.

Como um sinal de sucesso de "Chiquitita", a música também foi selecionada para ajudar o ABBA a conseguir um avanço na América do Sul, onde não havia obtido muito sucesso até então. Buddy McCluskey, um funcionário da RCA Records na Argentina, colaborou com a sua esposa Mary nas letras em espanhol de "Chiquitita", que foi certamente a melhor canção em tal empreendimento, já que tinha uma atmosfera hispânica tanto nos arranjos quanto no título . A versão espanhola foi lançada como single na Argentina em abril de 1979, alcançando a primeira posição nas paradas. Em alguns meses a versão em espanhol de "Chiquitita" vendeu meio milhão de cópias apenas na Argentina, e já foi dito que é o maior sucesso na América do Sul em 30 anos. Sem dúvida, o sucesso da versão espanhola ajudou "Chiquitita" a tornar-se uma das mais populares canções do ABBA, que casualmente teve mais de um êxito: foi estimado recentemente que "Chiquitita" rendeu ao UNICEF mais de 1 milhão de libras (quase 2 milhões de dólares). Este certamente é um honroso legado para uma canção pop.

Fonte: abbasite

1 comments:

juju53 disse...

NOSSA, FRIDA FIQUEI IMPRESSIONADA COM SUA HISTORIA DE VIDA.
E A FORÇA QUE VOCÊ TEVE PARA SUPERAR TUDO.
VOCÊ É MUITO LINDA,
TE AMO MUITO,
JOANA,
28/10/09

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...