sábado, 13 de novembro de 2010

Parabéns, Frida!


No próximo dia 15 de Novembro Anni-Frid Lyngstad (ou simplesmente Frida) completará 65 anos de uma vida intensa. Beleza, talento, sucesso e superação são apenas palavras que poderiam traduzir a sua trajetória partindo de uma aldeia gelada da Noruega até a consagração mundial com o ABBA. Neste dia especial oferecemos o nosso agradecimento e também o desejo de que a paz e a luz interior sejam sempre constantes na sua vida. Parabéns Frida, que Deus a abençoe!

***

Anni-Frid Synni "Frida" Lyngstad nasceu no dia 15 de novembro de 1945 em Bjørkåsen, uma pequena aldeia em Ballangen próxima a Narvik, no norte da Noruega, como resultado de uma ligação entre Synni Lyngstad (19 de junho de 1926 - 28 de setembro de 1947) e um soldado alemão, Alfred Haase (1919 - janeiro de 2009), pouco antes do final da Segunda Guerra Mundial e da ocupação alemã da Noruega. O pai de Frida voltou para a Alemanha quando suas tropas foram evacuadas.

No início de 1947, Frida, sua mãe e sua avó materna, Arntine Lyngstad (Agny), deixaram a sua cidade natal por medo de represálias contra os que tiveram relações com os alemães durante a ocupação. Isto poderia implicar não apenas insultos, mas também a separação forçada de crianças de seus pais e familiares. Frida foi levada por sua avó para o outro lado da fronteira com a Suécia, onde se instalaram na região de Härjedalen e sua avó pegava qualquer trabalho que encontrasse. Sua mãe ficou para trás na Noruega e trabalhou por um tempo no sul do país, mas logo juntou-se à mãe e à filha na Suécia, e as três mudaram-se para uma cidade chamada Malmköping (a 45km de Estocolmo). Pouco tempo depois, sua mãe morreu de insuficiência renal aos 21 anos.

Frida foi criada unicamente pela sua avó. Em junho de 1949, ambas mudaram-se para a cidade de Torshälla (próximo a Eskilstuna), onde Agny Lyngstad logo encontrou trabalho como costureira. Frida Lyngstad cresceu em Torshälla e começou a frequentar a escola em agosto de 1952. O contato próximo com a família na Noruega (notadamente com seu tio e as quatro tias) continuou, e Frida recorda as animadas férias de verão que passava com eles em sua terra natal. Ela era especialmente próxima de uma tia chamada Olive, que certa vez declarou que percebeu o quanto Frida era solitária e subjugada e, como resultado, sempre deu o melhor de si para que ela se sentisse amada a bem vinda durante as visitas.

Frida acreditava que seu pai, Alfred Haase, havia morrido durante a guerra no caminho de volta para a Alemanha, já que o seu navio foi relatado como naufragado. No entanto, em 1977 a revista alemã adolescente Bravo publicou um pôster e uma biografia completa com detalhes do passado de Frida, incluindo os nomes do seu pai e da sua mãe. Isto foi visto pelo seu meio irmão alemão, Peter Haase, que perguntou a seu pai se ele havia estado em Ballangen durante a guerra. Alguns meses depois, Frida encontrou o seu pai em Estocolmo pela primeira vez.

Frida afirmou em várias entrevistas que sua avó cantava muitas canções para ela (sobretudo antigas canções norueguesas), o que resultou no seu amor pela música. Ela logo mostrou seu talento musical em idade precoce, começando nos seus primeiros anos na escola. Às sextas-feiras muitas vezes a sua professora pedia para ela cantar na frente da sala e logo ela se tornou conhecida na escola e no bairro pela sua bela voz. Apesar de sua avó incentivá-la a cantar (de acordo com a própria Frida), ela nunca participou de qualquer uma das suas apresentações. Sua avó morreu pouco antes da formação do ABBA e portanto nunca experimentou o sucesso do grupo.

Aos 13 anos, em 1958, ela conseguiu o seu primeiro emprego em uma banda schlager, a orquestra Evald Eks.l Ele relembra: "Era difícil de acreditar que uma pessoa tão jovem pudesse cantar tão bem. Era muito fácil ensaiar com ela e ela nunca ficava tímida no palco. A única coisa que ensinei a ela foi a cantar. Naquela época ela tinha uma tendência de reter um pouco a sua voz". Com a orquestra Evald Eks, Frida então com 13 anos apresentava-se todo fim de semana diante de uma plateia dançante. Os números geralmente duravam até cinco horas. As músicas que ela mais gostava de cantar eram "All of Me", "Night and Day" e "Begin the Beguine". Para avançar e desenvolver-se ela também começou a ter aulas de canto. Mais tarde ela juntou-se a uma "big band" de 15 membros, que executava um repertório de jazz abrangendo Glenn Miller, Duke Ellington e Count Basie; seus ídolos vocais eram Ella Fitzgerald e Peggy Lee. Em 1963 ela formou a sua própria banda, Anni-Frid Four.

Em 3 de abril de 1963, aos 17 anos, Frida casou com o vendedor e parceiro musical Ragnar Fredriksson. Eles tiveram dois filhos: Hans Ragnar (nascido em 26 de janeiro de 1963) e Ann Lise-Lotte (25 de fevereiro de 1967 - 13 de janeiro de 1998). Eles se separaram no início de 1969 e se divorciaram oficialmente no dia 19 de maio de 1970. No mesmo dia, a avó de Frida, Arntine, morreu aos 71 anos. Em fevereiro de 1969, Frida conheceu Benny Andersson e ficaram noivos em agosto. Em 1971 eles estavam morando juntos, mas não se casaram até 6 de outubro de 1978, durante o auge do sucesso do ABBA. No entanto, após apenas três anos de casamento, eles se separaram em fevereiro de 1981 e se divorciaram em novembro do mesmo ano.

Em 3 de setembro de 1967 Frida venceu o concurso nacional sueco de talentos, "New Faces", organizado pela gravadora EMI e realizado em Skansen, Estocolmo. A música que ela escolheu para cantar foi "En Ledig Dag". O primeiro lugar do concurso assinaria um contrato com a EMI Sweden. Frida não sabia, mas o vencedor do concurso também estava sendo esperado para aparecer na mesma noite no programa de TV mais popular do país na época, Hylands Horna. Isso aconteceu no mesmo dia em que a Suécia mudou a direção do lado esquerdo da estrada para o lado direito. Dirigir nesse dia seria algo desanimador, por isso a maioria da nação estava assistindo TV à noite. Frida apresentou a sua canção vencedora ao vivo.

Esta primeira exposição diante de um público maior na televisão causou sensação e muitas gravadoras e produtores contataram Frida imediatamente. Os executivos da EMI, temendo que pudessem perder a sua nova vocalista, tomaram a precaução de levar Frida de Estocolmo para a sua casa em Eskilstuna na manhã seguinte com um contrato de gravação para ela assinar. O produtor da EMI Olle Bergman lembra: "Estávamos muito interessados e gostamos dela e achei que ela tivesse tudo o que uma pessoa precisa para se tornar algo."

Em 11 de setembro de 1967 Frida gravou os vocais para "En Ledig Dag", que viria a ser o seu primeiro single pela EMI Sweden. Profissional e autoconfiante neste primeiro dia no estúdio, ela gravou os vocais em apenas um take. As primeiras canções que ela gravou para a EMI Sweden foram incluídas na compilação da EMI "Frida 1967-1972", digitalmente remasterizada e lançada pela EMI Sweden em 1997.

Em 29 de janeiro de 1968 ela cantou essa música na TV nacional, e nesta ocasião conheceu rapidamente a futura parceira no ABBA Agnetha Fältskog, que também apresentou o seu primeiro single no mesmo programa. Frida viajou pela Suécia em 1968 e gravou vários singles para a EMI. Ela decidiu então se mudar para Estocolmo para começar a trabalhar em tempo integral como cantora. Em 1969 ela participou do Melodifestivalen - o aquecimento sueco para o Eurovision Song Contest - com a canção "Härlig är vår jord" e terminou em quarto lugar. Nos bastidores, ela conheceu o seu futuro esposo Benny Andersson, que também participou do concurso como compositor. Eles logo se encontraram novamente em outro local e em seguida tornaram-se um casal.

O seu primeiro álbum, "Frida", produzido pelo seu então noivo Benny Andersson, foi lançado em 1971. O álbum recebeu elogios unânimes generosos por parte dos críticos e da imprensa, que notaram especialmente a precisão e a versatilidade da voz de Frida. Frida continuou a cantar em cabarés, a viajar e se apresentar regularmente na TV e no rádio. Posteriormente, o seu relacionamento com Benny e o relacionamento de Björn Ulvaeus com Agnetha Fältskog levaram à formação do ABBA. Em 1972, após cinco anos na EMI Sweden, Frida mudou de gravadora e foi para a Polar Music.

Na início Frida estava hesitante em se apresentar com o namorado Benny Andersson, o seu melhor amigo Björn Ulvaeus e a sua namorada, Agnetha Fältskog. O seu primeiro projeto em conjunto foi o espetáculo cabaré Festfolk, que fracassou no inverno de 1970-1971. No ano seguinte, Frida viajou sozinha enquanto os outros três futuros membros do ABBA começaram a se apresentar juntos regularmente. Finalmente então ela se juntou a eles. Benny e Björn estavam ocupados produzindo outros artistas, mas logo descobriram as qualidades das vozes combinadas de Frida e Agnetha: o ABBA havia nascido.

O seu próximo álbum solo em sueco foi "Frida Ensam", produzido por Benny Andersson. Na época ela já estava envolvida com o ABBA. Este álbum inclui a sua bem sucedida versão sueca de "Fernando", que se tornou um enorme sucesso na Escandinávia. Na Suécia "Fernando" ficou em primeiro lugar nas paradas por dez semanas. O álbum foi gravado entre as sessões dos álbuns do ABBA "Waterloo" e "ABBA". Devido à crescente popularidade do grupo, o álbum levou 18 meses para ser gravado. "Frida Ensam" tornou-se um enorme sucesso comercial e de crítica na Escandinávia, permanecendo no topo das paradas suecas por seis semanas e continuando ainda por mais 40 semanas em outras posições.

Com sua voz quente mezzo-soprano, Frida contribuiu com vocais principais em alguns dos maiores sucessos do ABBA como "Fernando", "Money, Money, Money", "Super Trouper", "I Have a Dream", "Knowing Me, Knowing You" e compartilhou os vocais com Agnetha Fältskog em "Mamma Mia", "Waterloo", "Dancing Queen", "The Name of the Game", "Voulez-Vous", "Summer Night City" e outros. Ela ficou conhecida como "a morena" ou "a ruiva", sempre envolvida por uma atmosfera de elegância e beleza.

Frida claramente gostou mais dos holofotes do que os outros três membros do ABBA. Ela era a única dos quatro que realmente gostava de fazer uma turnê e falar com o público de um por um. Ela tomou um papel ativo no co-desenho dos famosos figurinos do ABBA para as suas viagens e apresentações na TV. Desde que os membros do ABBA partiram para caminhos separados, Anni-Frid Lyngstad é a única que lamenta abertamente o fato de nunca ter havido uma reunião.

Em 1982, durante o último ano do ABBA como uma banda, Frida gravou e lançou o seu primeiro álbum solo pós-ABBA. "Something's Going On", produzido por Phil Collins, foi também o seu primeiro álbum solo em inglês e se tornou um grande sucesso em todo o mundo para Frida. Um som muito mais agitado era encontrado em muitas das canções e a bateria especial de Phil Collins contribuiu muito, especialmente no primeiro single. O álbum vendeu 1,5 milhões de cópias e gerou o single de sucesso "I Know There's Something Going On", que liderou as paradas na Suíça, Bélgica, Costa Rica e França, onde permaneceu em primeiro lugar durante cinco semanas. A canção também alcançou o Top 5 na Alemanha, Áustria, Holanda, Noruega e Austrália, entre outros. Nos Estados Unidos, o single alcançou um respeitável 13º lugar em março de 1983 na Billboard Hot 100 - permanecendo sete meses na parada - e 9º na Radio & Records. Este single vendeu 3,5 milhões de cópias em todo o mundo e é o disco solo mais vendido de qualquer um dos quatro ex-membros do ABBA. Devido ao sucesso desse álbum e seu primeiro single, Frida foi eleita a "Melhor Artista Feminina do Ano" de 1982 pelos leitores do jornal Aftonbladet, recebendo o prêmio Rockbjörnen. Em 1982, Frida saiu da Suécia e se mudou para Londres.

O próximo álbum de Frida foi o experimental "Shine", lançado em 1984. Este álbum foi gravado nos estúdios De La Grande Armée em Paris, na França, e produzido por Steve Lillywhite, conhecido por seu trabalho com artistas como Peter Gabriel, U2, Rolling Stones e Morrissey, entre outros. O jovem produtor Lillywhite tinha apenas 25 anos quando este álbum foi gravado e deu a Frida um som muito experimental, conseguindo criar um ambiente descontraído no estúdio. O álbum alcançou o Top 20 em muitos países europeus e o 6º lugar na Suécia, sendo esta a sua posição mais alta. Um dos compositores e vocalista de apoio para o álbum foi Kirsty MacColl, que morreu em um acidente de barco no México em dezembro de 2000. Em 1986, Frida se mudou para a Suíça e em 1988 ela tornou-se avó quando sua filha, Ann Lise-Lotte, deu à luz um filho chamado Jonathan.

Em 1990 Frida tornou-se um membro do comitê da organização ambientalista sueca Det Naturliga Steget (Passo Natural). A organização queria um "rosto famoso" para ajudá-los a atingir o público, e em 1991 ela se tornou presidente da organização Artister För Miljön (Artistas pelo Meio Ambiente). Em 26 de Agosto de 1992, Frida se casou com um nobre alemão que era cinco anos mais novo que ela - o falecido arquiteto Príncipe Heinrich Ruzzo Reuss de Plauen (24 de maio de 1950 - 29 de outubro de 1999). Neste casamento ela recebeu duas enteadas, as gêmeas Princesa Henriette Reuss e Princesa Pauline Reuss (ambas nascidas em 2 junho de 1977 em Oslo, Noruega). O príncipe Ruzzo morreu de linfoma em 1999; um ano antes, em 13 de janeiro de 1998, a filha de Frida, Ann Lise-Lotte Casper (nascida Fredriksson), morreu por causa de ferimentos sofridos em um acidente de carro em Livonia, Michigan - um subúrbio de Detroit - nos Estados Unidos.

Em 1996, Frida gravou seu álbum em sueco "Djupa Andetag" (Respirações Profundas). Este foi um álbum muito aguardado pois doze anos haviam se passado desde que "Shine" foi lançado. O álbum em geral atraiu críticas positivas, foi um grande sucesso na Escandinávia e chegou ao primeiro lugar na Suécia. Frida fez muitas aparições na TV na Suécia, Noruega, Dinamarca e Finlândia para promovê-lo. Apesar do fato de Djupa Andetag ter sido lançado oficialmente somente na Escandinávia e as músicas serem inteiramente cantadas em sueco, um álbum de remixes dos singles "Aven En blomma", "Alla Mina Bästa ar" (um dueto com Marie Fredriksson, do Roxette) e "Ögonen" foi lançado na Alemanha em 1998, intitulado "Frida - The Mixes". Um álbum posterior com o produtor Anders Glenmark foi noticiado na época, mas foi arquivado devido à morte da filha de Frida em 1998.

Em 2004, Frida apareceu ao lado dos ex-companheiros de banda Benny Andersson e Björn Ulvaeus na apresentação comemorativa dos cinco anos do musical "Mamma Mia!" em Londres. Em 2005 ela juntou-se aos outros três ex-colegas do ABBA na estreia sueca do "Mamma Mia!" no teatro Cirkus, em Estocolmo. Em 2008 os quatro ex-membros do ABBA apareceram juntos pela primeira vez em público em muitos anos na première do filme "Mamma Mia", ocorrido no Hotel Rival em Estocolmo, Suécia. Em janeiro de 2009 Frida compareceu ao lado de Agnetha à premiação Rockbjörnen, quando ambas receberam o prêmio em nome do ABBA pelo conjunto de sua obra. E em 2010, ao lado de Benny Andersson, Frida compareceu à introdução do ABBA no Rock'n Roll Hall of Fame, sendo recebidos por Barry e Robin Gibb (Bee Gees).

Em setembro de 2010, um novo álbum do músico Georg Wadenius intitulado "Reconnection" foi lançado. Frida e George haviam discutido sobre uma colaboração por vários anos, já que eles são bons amigos há muito tempo. O álbum é aberto com a sua interpretação da música tradicional "Morning Has Broken", popularizada por Cat Stevens. Esta canção de Cat Stevens é uma das favoritas para Frida e também foi tocada na igreja no seu casamento com o Príncipe Ruzzo em 26 de agosto de 1992.

Atualmente, Frida ainda está engajada em trabalhos de caridade - especialmente em movimentos de proteção ambiental. Em 2005 ela declarou em uma entrevista que não tinha interesse em retornar algum dia a uma carreira musical. Atualmente Frida vive em Zermatt, na Suíça.

Fontes: Frida Now & Then, Bright Lights Dark Shadows by Carl Magnus Palm, Abbamikory e Raffem.




Ver também "Parabéns, Agnetha!"

13 comments:

Rosibaby disse...

A Frida é maravilhosa, um exemplo de vida e superação, além de talento e voz. Que seja muito feliz e que seja mais um ano de realizações pra ela. FRIDA, AMAMOS VOCÊ!! LONG LIVE FRIDA!! Que agora sejam apenas os frutos colhidos de tantos anos de glorias e superações. Chega de superações, apenas alegrias agora para ela!! Esperamos que assim seja e que ela continue sempre presente em nossas vidas.

FELICIDADES FRIDA!!!!

DJ Tony disse...

Adauto, parabéns pela matéria belíssima e completa da nossa adorável Frida! Ficou demais, amigo. Abração!

Lacerda disse...

Olá Tony!

Fico feliz que você, que sei ser um fanzaço da Frida, tenha gostado da matéria. Ela merece bem mais, não é mesmo?

Bom ver você por aqui, estava fazendo falta. Abração, meu amigo!

Renata disse...

Uma vez diva, diva até morrer! Longa vida à eterna morena do Abba!!!

Diamantino Leite disse...

Olá parabéns Frida..sempre foi minha fã os meus parabéns tb faço aniversário em 15/11 nasci em 1944..kkkk beijão.

Anônimo disse...

Henrique Callixto, sao jose dos camposa.

Frida, Parabéns voce tambem foi uma exelente cantora e continua sendo, mas tenho saudades do tempo de ABBA.

Nilton Pereira disse...

Você é e será inesquecível, Frida....Parabéns e muita vida e saúde.

Michele Amorim disse...

Belo trabalho...qta informação

João B. Francisco disse...

UAU! Nada melhor que a internet. Fiz uma viagem ao passado conhecendo de verdade essa diva. Até hoje, para meus melhores momentos da juventude, re-ouço ABBA, e nada melhor que conhecê-los na intimidade. Parabéns pela matéria. E que Deus nos permitam viver longo tempo para sempre curtir uma boa música.

Anônimo disse...

Sérgio,

Como eu gostaria de conhecer FRIDA ela é realmente muito talentosa e linda. Ainda hoje é uma linda mulher. Amo você FRIDA. Gostaria muito de conhecela dizer pessoalmente o quanto a admiro. Muita vida e muita saúde para você FRIDA e quem sabe um dia eu consiga realizar o meu desejo. De um fã apaixonado!

You are my love my life

Belo Horiznte, 17/09/2013

Anônimo disse...

SÉRGIO

FRIDA TE AMO
VOCÊ FOI E É A MULHER MAIS LINDA QUE EU JÁ VI. NÃO HAVERÁ OUTRA.

BELO HORIZONTE 23/09/2013

Anônimo disse...

Conheço pouco do ABBA , mas adorei o musical MAMA MIA, as músicas são ótimas.

Anônimo disse...

SÉRGIO - BELO HORIZONTE/BRASIL

FRIDA Love you and always love you. Congratulations on your birthday God bless you and you a lot of life and health.

Fan who loves you very much.

21/11/2014.

sergio.corradi@uai.com.br

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...