quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Agnetha, 1981: Eu acredito em uma força superior

Muitas vezes me perguntam qual profissão eu gostaria de ter tido se não houvesse me tornado uma cantora. Eu acho que eu teria trabalhado com crianças. Eu poderia ter sido uma professora, talvez uma professora de canto. Embora eu sempre quisesse ser uma dentista quando ainda estava na escola. Eu estava muito interessada nisso. Mas eu já havia começado a cantar profissionalmente quando tinha quinze anos. Além disso, eu perdi o meu interesse em dentes. Desde então estou totalmente ocupada com o meu trabalho e aproveito em dobro o pouco tempo livre que tenho.

Sempre que tenho um dia de folga, pelo menos faço uma corrida no parque. Estes dias eu só consigo fazer isso duas vezes por semana. Aproximadamente dois ou três quilômetros. Além disso eu nado bastante e gosto de ouvir música. Eu adoro música clássica, especialmente Tchaikovsky. Eu não gosto de rock pesado. Obviamente eu passo a maior parte do meu tempo livre com os meus filhos, eu raramente saio. A moda não é muito importante para mim, eu gosto de dar uma olhada mas não compro as últimas tendências. As tendências mudam tão frequentemente que prefiro manter o meu estilo pessoal. Eu não me refiro à moda punk e a essa onda toda absolutamente. Eu acredito que o punk é um grito de socorro da geração jovem.

Eu tenho as minhas próprias percepções sobre o relacionamento com um homem. Na minha opinião, a honestidade é a coisa mais importante em um relacionamento. E confiabilidade - que você possa confiar em alguém. Isso cria uma atmosfera em que pode se sentir seguro.

Infelizmente hoje em dia muitos jovens estão tentando substituir o sentimento de segurança com as drogas. Eu rejeito as drogas e sinto muito por todas as pessoas que usam drogas, elas devem ser muito infelizes. Principalmente aqui na Suécia isso é muito ruim. Muito jovens adolescentes já estão usando, isso me assusta. Eu mal fumo, talvez apenas em festas. Quando estou sozinha eu tento evitar cigarros. Quanto a beber - bem, eu gosto de tomar uma taça de vinho tinto ou champanhe de vez em quando, mas bebidas alcoólicas absolutamente não.

Em entrevistas sou sempre perguntada como eu era na escola. No começo eu estava indo muito bem, mas com doze ou treze anos isso começou a descer um pouco ladeira abaixo. Eu odiava Física e Química, em Matemática estava indo bem. Eu amava música, Inglês e Alemão também por isso, eu era muito boa em línguas. Eu era conhecida como uma aluna calma na escola. Apenas algumas vezes os professores se opuseram ao meu comportamento quando troquei mensagens com meus amigos. Às vezes nós enviávamos chicletes uns aos outros dessa maneira, ou comunicávamos os últimos assuntos sobre os garotos, como havia sido a noite anterior ou algo parecido.

Na época os meus ídolos pop eram Connie Francis, Neil Sedaka, Brenda Lee, Dusty Springfield e Sandy Shaw. Minha música favorita é "Soul Shadows" dos The Crusaders. Além desses eu gosto de ouvir as Pointer Sisters.

Agora algo sobre minhas características próprias. Eu sou muito honesta porque espero que os outros também o sejam. Eu acho que sou generosa também. E eu sou uma mãe de corpo e alma, amo os meus filhos mais do que tudo. Minha pior característica é que sou muito teimosa, eu raramente tomo o conselho dos outros porque acredito que sempre sei o que é melhor para mim. Mas as coisas têm sempre funcionado bem com este método. Se é bom ou ruim, sempre formo a minha própria opinião sobre as coisas, quando se trata de música ou filmes também. Eu realmente sou uma fã de cinema, particularmente gosto de filmes de Polanski. Eu acho "Um Estranho no Ninho" especialmente bom, gosto de filmes que fazem você pensar. Eu não ligo muito para filmes de ficção científica. Meus atores favoritos são Jill Clayburgh e Gene Wilder. Eu sou fascinada por cenas de ação. Por exemplo, particularmente gosto de dirigir meu carro também. Eu passei no meu teste de direção muito rapidamente. Eu tinha dezoito anos quando tirei a minha carteira de motorista.

Quando se trata de religião: sim, eu acredito em Deus. Mas eu não vou à igreja regularmente, mas pelo menos no Natal. Eu acredito em uma força superior. Por outro lado, horóscopos me deixam indiferente. Ainda que eu os leia de vez em quando é sempre divertido quando uma predição é verdadeira. Mas eu só absorvo as coisas positivas em horóscopos, rapidamente esqueço o resto.

Em geral tenho uma atitude muito positiva na vida. Mas se eu pudesse voltar atrás acho que preferiria ser uma pessoa diferente. Eu cometi muitos erros, mas nenhum deles foi tão ruim que eu me arrependa deles. Até agora, eu vivi a minha vida fiel ao meu caráter. Meu principal objetivo na vida é ser uma pessoa que é aceita pelos outros e de quem todo mundo gosta.

Apesar de gostar de estar com outras pessoas, só existem algumas poucas delas que eu levaria para uma ilha deserta. Entre elas estão os meus filhos e um homem. Mas só um - não mais. Além disso eu embalaria algo para comer e música das Pointer Sisters, Crusaders, Donna Summer e Barbra Streisand.

Fonte: ABBA Articles - Publicado na revista alemã Bravo em 1981

5 comments:

Anônimo disse...

sla é fenomenal
amooooooooooo agnetha faltskog
voce é eterna!!!!!!!

Arlei disse...

Agnetha queria ser dentista?
Bom, só por isso já teria valido a acesso ao site! Eu passei a infância ouvindo um LP "Super Trouper" que minha mãe colocava para tocar, cresci levando essa lembrança boa e conhecendo mais do quarteto sueco, tornei-me músico amador e... um dentista! Hoje, quando muita coisa da minha infância deixou de me emocionar, ainda não perco a admiração pela música deles, especialmente a dos últimos álbuns.
Parabéns pelo site, está bem produzido e com informação de qualidade! Vou visitar com frequência - tenho um blog e, entre outras coisas, deixo um espaço para falar de ABBA.

Arlei - http://polifonias.wordpress.com/2010/11/07/36/

Lacerda disse...

Boa noite Arlei,

Bom saber um pouco da sua história. Obrigado pela visita e por ter gostado do nosso espaço, seja sempre bem vindo!

Victória Resende disse...

Cara, se eu disser que hoje baixei a primeira música do ABBA, vocês acreditam? Não sei como passei tanto tempo sem ouvir essa maravilha! (deixem passar, só tenho 14 anos, rs)
Enfim, amei o post, o blog, as músicas que baixei.. o ABBA *-*

Lacerda disse...

Que legal, Victória!

Com certeza você irá gostar de muitas outras músicas do ABBA.

Obrigado pela visita!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...