domingo, 18 de julho de 2010

Agnetha Fältskog, 1985: "Eu tenho de ficar hipnotizada para me livrar do meu medo"


A nova Agnetha Fältskog precisa ficar hipnotizada e cria (música) melhor quando não se sente bem. E deixa seu Hass se ocupar de Kjell Dabrowski da Vecko-Revyn quando ele chega muito perto...


O que você acha de Björn Ulvaeus ter se mudado para Londres?
- Eu não entendo isso. Ele provavelmente tem boas razões para isso, mas eu não acho que nada pode ser tão importante a ponto de você estar pronto para deixar os seus filhos. Claro que Björn vem à Suécia e muitas vezes as crianças vão para lá (Londres) também, mas é uma forma cansativa de ser verem uns aos outros.

Como eles têm reagido?
- De certa forma eles provavelmente acham que isto se acalmou agora. Eles nunca realmente gostaram de ir e vir entre Björn e eu. É difícil para as crianças terem duas casas. Agora eles têm a sua base segura comigo.

Agora que o álbum foi gravado, você diz que vai ficar em casa com os seus filhos, mas não foi isso o que você fez nos últimos anos?
- Sim, eu fico frequentemente em casa com os meus filhos. É importante para mim. Eles precisam de mim, principalmente agora que o seu pai se mudou para Londres.

Você acha que muitas vezes você é retratada como uma loira burra pela mídia?
- Talvez não tanto como uma loira burra, mas como um ser frágil que não pode falar por si mesma e que está vagando na vida. É verdade que eu vivo no meu próprio pequeno mundo, mas estou muito atenta ao que está acontecendo ao meu redor. Eu sou uma boa conhecedora de caráter e tenho uma boa intuição. Os tablóides provavelmente me querem nessa categoria frágil, mas eu sou uma mulher forte. Só porque eu tenho medo de voar eles acham que eu tenho medo de tudo. Se eu entro no elevador, as pessoas perguntam se eu realmente ouso andar no elevador. É difícil como uma celebridade ter uma opinião sobre tudo, eu não quero sempre dizer o que penso. Eles provavelmente querem que eu coloque o meu pé na minha boca ou você supõe dizer tão sábias. Eu não tenho uma resposta para tudo, e ninguém tem também.

Você acha que Lennart Bodström é um bom ministro das relações exteriores?
- Sem comentários.

A última vez em que nos encontramos foi no ano passado no Rockbjörns gala (prêmio musical sueco, entregue pelo Aftonbladet). Você e eu dançamos bastante juntos, mas no meio de uma música lenta o seu guarda costas veio até você e disse que era hora de ir para casa. Você sempre tem um baby sitter com você quando sai?
- Não, eu posso cuidar de mim mesma, mas o meu guarda costas Hasse me conhece muito bem e ele também sabe como me sentirei se eu ficar fora até muito tarde da tarde. É raro eu sair e às vezes eu fico realmente cansada. Depois eu posso continuar por um longo, longo tempo, mas isso significa que depois eu não me sinto muito bem por alguns dias e isto não é divertido. Eu não quero que isso aconteça desse jeito e por isso é melhor que Hasse me diga que é hora de ir para casa. Eu vivo uma vida muito saudável e se festejo um pouco demais, então o meu corpo diz: eu não quero isso".

Você provavelmente é a única pessoa no mundo do rock que nunca usou drogas.
- Não, eu acho que muita gente provavelmente não usa. Isso acontecia em torno de nós nos shows e quando eu ficava muito nervosa antes de um concerto e notava o cheiro de maconha, isto acontecia às vezes e Frida e eu brincávamos sobre isso dizendo: "Vamos respirar bem fundo antes de subir ao palco" . Eu sou uma adversária ativa de qualquer tipo de drogas e eu espero e acho que elas não são mais tão comuns.

Por que você não gosta de ser chamada de "Agnetha do ABBA"?
- É como se eu tivesse sido marcada para a vida inteira. Houve muitas pessoas que foram chamadas algo com ABBA. No início, fomos nós quatro, depois foi "Stikkan do ABBA", "Gudrun esposa do Stikkan do ABBA" e até mesmo um dos meus ex-namorados, Dick Håkansson, foi chamado de "Dick do ABBA" por um tempo. Quer dizer, isso parece loucura. Eu tenho o meu nome e identidade própria.

Sua vida é muito distante de uma "Svenssonliv" (a vida de uma pessoa comum), como você possivelmente sabe, mas mentalmente você ainda é uma típica "Svensson". Eu acho estranho que você não tenha sido mais afetada do que foi.
- É muito estranho, mas eu provavelmente não estou apta a ser uma estrela. Todos os elogios apenas me embaraçam.

E sem comportamento de diva e sem reclamações?
- Eu sou tão resistente quanto um lutador. Eu não quero perder o controle. Se sou autorizada a ficar no comando, sou muito fácil de trabalhar. É por isso que é tão difícil para mim voar, porque quero ter controle total.

Mas você tem que tentar superar o seu medo de voar se for continuar nesse ramo.
- Estou tentando. Eu tenho de ficar hipnotizada e vamos ver se isso ajuda. Eu não só fico com medo quando tenho de voar, fico ainda pior quando os meus filhos voam.

Sua filha Linda tem doze anos e ela logo provavelmente vai chegar em casa e apresentá-la ao seu namorado. Você teme isso?
- Estou tentando me preparar para isso, mas não penso muito sobre isso agora. Isso tudo é como cavalos para ela, mas essa coisa de rapazes começou um pouco e ela é bastante popular na escola.

Os rapazes já começaram a chamar a sua atenção?
- Sim, um pouco, mas Linda é uma garota decidida que sabe o que quer.

Você cria (música) melhor quando não está se sentindo bem?
- Sim, há músicas melhores que surgem no piano quando não me sinto bem em comparação a quando estou de bom humor.

Mas você não está mais tão interessada em escrever as suas próprias canções.
- Eu não tenho a mesma necessidade para isso. Eu tenho muita coisa acontecendo ao meu redor e isso quase nunca me deixa tranquila em casa. As coisas têm que estar em ordem para eu compor algo. É cansativo escrever canções, mas é divertido quando surge algo bom, mas isso não acontece muito frequentemente.

As pessoas que trabalharam com você acham que você é "uma mulher amável" que não tem um ego tão grande como outros do ramo.
- Oh realmente, essas são palavras gentis. Eu não sei se há muitas pessoas com grandes egos neste ramo, mas não é o meu estilo ser colocada em um pedestal.

Todos os músicos aparentemente se apaixonaram por você quando você trabalhou no álbum.
- Não, eu não acredito nisso, talvez alguém ficou. A maioria deles talvez achem que é agradável trabalhar comigo, pelo menos é o que eles dizem. Talvez eu seja uma pessoa modesta, mas eu sei o que quero e eles não podem pisar em mim.

O álbum aparentemente não será lançado nos Estados Unidos...
- Não é o que parece agora. Vamos ver o que acontece, mas ele será lançado no Canadá. Não é realmente tão importante se eu não lançá-lo nos Estados Unidos.

Se o álbum se tornar um fracasso, você vai parar?
- Não será e o que é um fracasso?

O seu último LP vendeu 1,2 milhões de cópias, e digamos que este venda 200 a 300 mil cópias, então é um fracasso, correto?
- Eu acho que será difícil chegar ao mesmo nível do último álbum, porque ele vendeu muito bem. Eu não sei como vou reagir. Se eu estou satisfeita com um álbum, é claro que eu vou achar que é uma vergonha se as pessoas não o estão comprando. Mas estar satisfeita com o álbum ainda é o mais importante.

No ano passado você fundou a sua própria empresa: Agnetha Fältskog Produktion AB. Com o que a empresa irá trabalhar?
- Nós não sabemos ainda, mas não haverá nenhum negócio imobiliário.

É verdade que o ABBA acabou? Ninguém se atreveu a fazer uma declaração.
- Já se passou um bom tempo desde que fizemos alguma coisa juntos, então eu suponho que você pode dizer que o ABBA acabou. Para mim o ABBA é uma coisa do passado.

Você foi assistir à versão concerto de "Chess" no outono passado com os seus filhos. Os fotógrafos estavam todos animados.
- Eu sei que eles ficam assim, especialmente se eu levar as crianças comigo. Desta vez o seu pai estava trabalhando em "Chess" por muitos anos e para que Christ's pudesse ir e ver com o que ele (Björn) estava ocupado. Claro que é lamentável se sentir perseguida, mas eu entendo os fotógrafos. É muito raro que eu saia, principalmente com os meus filhos.

Qual é a primeira coisa que você faz quando acorda?
- Eu olho pela janela para ver como o tempo está.

Você dorme nua?
- Meu Deus, que pergunta! Eu não vou respondê-la.

O nome do seu primeiro amor era Christian, é por isso que Christian tem o seu nome?
- Não, o nome completo de Björn é Björn Christian Ulvaeus.

O debate sobre os pais baterem em seus filhos está nas notícias agora e quando você tinha oito anos, o seu pai lhe bateu com um batedor de tapete. Alguma vez você já bateu nos seus filhos?
- Não, eu nunca tive nenhum motivo para bater neles, mesmo que eles às vezes consigam me levar até a parede. No geral eu nunca feri um ser humano.

Nunca socou as orelhas de alguém?
-Não, eu realmente não penso assim. Isso é bastante notável, já que tenho muito temperamento.

Você não entra em um metrô desde 1971.
-Não, mas não porque eu tenha medo, mas eu prefiro dirigir o meu carro. Eu nunca ando de ônibus também.

Se você for casar novamente, haverá um grande casamento como o seu com Björn em 1971?
- Eu acho que não. Não é tão importante casar.

Você em breve vai fazer 35 anos, como você vai comemorar o seu aniversário?
- Eu provavelmente estarei viajando nessa época. Não haverá uma grande festa. Isto vai ter que esperar até eu completar 40 anos.

Por Kjell Dabrowski

Nome: Agnetha Fältskog
Profissão: artista
Idade: 05/04/1950
Residência: em uma casa em Lidingö
Rendimento: 22.000 coroas suecas por mês (fortuna: 30-40 milhões de coroas suecas)
Fumo: parei há dois anos atrás
Bebidas: vinhos italianos brancos e tintos
Último filme que vi: "Frances", com Jessica Lange
Último livro que li: "Pássaros Feridos"
O que eu gosto mais: um passeio com os meus filhos ao sol da primavera e o sucesso com o meu álbum mais recente.

Fonte: Agnethaarchives, entrevista publicada na revista sueca VeckoRevyn em 1985

15 comments:

Anônimo disse...

linda e esclarecedora reportagem amei valeu
amooo agnetha faltskog

tony oka disse...

ola

Puxa era um sonho ouvir o abba,eu colocava o disco"vinil",deitava e sonhava,falo de anos 70 e 80,na verdade ainda faço isso hoje,eles são incríveis.

Anônimo disse...

Incrivel,todos os dias eu ouço I HAVE A DREAN, The Day Before You Came, Take A Chance on me,
não consigo esquecer os integrantes do grupo ABBA,Leio tudo sobre eles e não me canso. Pena!
que acabou eles são incríveis de verdade.

sidney disse...

E uma pena mesmo que o ABBA acabou mas nos deixou muitas musicas,e estao todos vivos isso e bom eu tenho todas as musicas e videos entao todo dia eu escuto,procuro ter noticias deles sabe da saudades de ver eles e ouvir as meninas cantando para mim sempre vao ser as meninas pode passar quanto tempo for

Anônimo disse...

o abba foi, logo no inicio da minha adolescencia,a referencia pra mim,suas musicas eram lindas,tenho hoje disco deste grupo que parou o mundo.amo a Agnetha.

Anônimo disse...

querida aghneta!![ se esta mensagem chegar a vc]
nunca pensou em gravar bossa nova?
grave no estilo bossa nova as canções que enchem o seu coração sejam elas russas, dinamarquesas.
creio que um disco gravado de um jeito simples, coisa propiciado pela bossa nova, lhe cairia muito bem.

caie1758 disse...

Claudio.
Saudades...Quantas saudades!!!
Adoro todos voces.
caiesilva@hotmail.com

xanddy disse...

Alexandre..
Que penna que a voz linda de Agnetha não dá seu doce cantar pra todos nós!
Mas ela e os outros do Grupo ABBA tiveram seus motivos ao decidirem parar de cantar;
Intendo e fico triste, mais alegre no final pois ouço as musicas maravilhosas que deixam para nós!
THE WINNER TAKES IT ALL, DANCING QUEEN, FERNANDO... Amos tds vcs Agnetha, Benny, Bjorn, Frida!!! Forever.....

edevaldo ponta grossa parana disse...

Agora são 02:30 da manhã e eu aqui na internet escutando abba só matando saudades desse bom tempo que se foi ,mas abba vai ficar para sempre no meu coração e na minha memória.Edevaldo ponta grossa paraná

Anônimo disse...

Amo o Abba, vou amar pra sempre, da mesma forma,com a mesma intensidade. E os seus integrantes, a cada um amo mesmo que separaram-se; continuam sendo os artistas incríveis que sempre foram, hoje pessoas mais experientes e sábias. Muito boa essa entrevista com Agnetha. ela é forte, mesmo que quiseram fazer sua imagem de "frágil".

Anônimo disse...

grande cantora e a mais bela

Kátia's disse...

Amei a entrevista! Agnetha é uma mulher admirável. Amo demais!

Anônimo disse...

ESTHON disse.....Todas as vezes que a vejo nos clips, cantando eu tenho um sentimento muito forte por ela sito que ela cantava com um olhar triste de que ela naquele momento não sentia-se bem, como se estive sofrendo a amo muito, queria ter a oportunidade de conhecê-la pessoalmente, seria meu desejo.

Anônimo disse...

E quem nao adora a Agnetha ? Ainda pretendo ir conhecer a Suecia.

Teresinha Lima disse...

amei esta entrevista.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...