quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Entrevista rara de Agnetha Fältskog para rádio sueca em 2004

Esta é uma entrevista que Agnetha concedeu a uma rádio local (Radio Viking) em Ekerö, Suécia, onde ela mora. O entrevistador é Fredrik Torping e a entrevista foi realizada no dia 04 de Julho de 2004.

Música: If I Thought You’d Ever Change Your Mind


Fredrik Torping: Olá e seja bem-vinda, Agnetha Fältskog.
Agnetha Fältskog: Obrigada, Fredrik.

FT: Qual é a sensação de estar na Rádio Viking?
AF: É realmente boa.

FT: Quando eu falei com você no início desta semana, pois nos falamos várias vezes na semana passada, você me perguntou quais músicas eu tocaria durante esta entrevista e depois eu perguntei a você um pouco sobre a época do ABBA. Então você disse que preferia não ouvir Waterloo. Por que você não quer ouvir as velhas canções que você fez?
AF: Sem dúvidas eu quero ouvi-las, mas Waterloo não é realmente a minha favorita, eu acho. Se eu fosse escolher uma ou algumas músicas da época do ABBA, provavelmente eu não escolheria Waterloo. Eu acho que sempre foi assim.

FT: Por que não Waterloo, há alguma razão específica para isso...?

AF: Eu particularmente não acho que esta seja uma das nossas melhores músicas, mas você pode dizer que apesar disso tudo começou com ela. Então é claro que podemos tocá-la.

FT: Esta foi a que iniciou a era ABBA, você pode explicar?
AF: Sim, nós não começamos a gravar com ela... Esta não foi a primeira que gravamos, houve algumas antes dela, por exemplo Ring Ring, etc. Mas tudo começou com Waterloo, já que vencemos com ela em Brighton em 74.

FT: Como vocês venceram com Waterloo em Brighton em 1974? Havia uma multidão enorme quando descobriram que Waterloo venceu em Brighton em 1974. ABBA e Agnetha. Houve muita agitação. Por que Waterloo se tornou tão popular?

AF: Isso é realmente algo que você pode se perguntar, mas eu acho que houve uma combinação de fatores, ela era uma canção vigorosa, nós quatro, aquelas roupas e tudo o mais. Então eu acho que provavelmente houve uma combinação de fatores.

FT: Quando você esteve na TV há um tempo atrás era Lotta Brome quem estava sentada conversando com você. Ela entrou em contato com você exatamente quando o CD foi lançado no mercado ou...?
AF: Não, não foi Lotta quem contatou comigo, em vez disso foram as pessoas que fizeram este especial de TV, a produção desta filmagem queria que alguém me entrevistasse na mesma época. Então eles sugeriram Lotta e eu disse que ela era uma mulher agradável e portanto tentaríamos com ela, por isso a escolhemos.

FT: Mas um dia quando eu recebi um dos seus álbuns, em outras palavras o primeiro álbum que eu tive e que ainda escuto até hoje, e quando escuto a sua voz eu sinto entusiasmo, por que isso? Falo isso como um ouvinte.
AF: Como é divertido ouvir isso. Bem, é difícil pra mim responder. Pode ser que eu tenha uma voz especial e talvez haja alguma verdade nisso, porque fico arrepiada quando escuto determinadas canções e determinados artistas, e é quando tudo se encaixa direito e soa verdadeiro, e isso acontece realmente quando você tenta partilhar de si mesmo quando está gravando um álbum. Então é provavelmente por isso.


FT: Você tenta dar e receber de si mesma. Antes de prosseguirmos, Agnetha, vamos ouvir uma música com você e você não é a única nesta canção, é na verdade a sua filha, Linda, que canta na mesma canção, você poderia dizer que canta um dueto aqui. Então eu escolhi esta.


Música: Bjällerklang (com Linda)

FT: Agnetha, qual é o nome desta música que ouvimos com você e Linda?
AF: Hmmm, ela se chama... se chama Bjällerklang. Uma canção de inverno no meio do verão?

FT: Sim, você pode imaginar. Eu a encontrei, e esta é a única música que você e Linda cantaram, como foi?
AF: Foi um CD que nós fizemos. Um CD de Natal, com mais algumas músicas.

FT: Sim, mas como foi apenas você e Linda gravarem este dueto, você pensou em cantar mais duetos?
AF: Bem, eu senti que seria divertido fazer um CD com a minha filha e o CD com a Linda tornou-se um CD de Natal. Eu também gravei um CD com Christian.

FT: Ok, quantas canções estão presentes neste CD, apenas uma ou...?
AF: Não, neste CD de Natal tem, bom... Eu sei que há um medley, e mais 8, 9, 10 canções. Algo parecido com isso.

FT: Ok, eu sei e muito mais como o ABBA. Mas também é divertido convidá-la à Rádio Viking. Pois conversamos sobre isso várias vezes e hoje você finalmente decidiu parar um pouco e isso é fantástico.

AF: Sim, é divertido para mim estar aqui também.

FT: Isso me deixa feliz. Agora vamos continuar com uma canção de Agnetha Fältskog e eu escolhi esta.

Música: Snövit Och De Sju Dvärgarna


AF: Sim, eu posso falar com você agora.


Ouvinte: Sim, olá, o meu nome é Christer. Eu a admiro há muito tempo, desde a época do ABBA posso dizer, e continuo a admirar. E eu acho que você é muito bonita. Acho o seu novo CD incrível.
AF: Sim, que bom.

Ouvinte: Ele é ótimo. Eu pergunto: será que iremos vê-la ao vivo novamente? Apresentando suas canções.

AF: É muito difícil dizer ao certo agora, porque eu trabalhei durante algum tempo neste CD, mas sobretudo no lado da produção. Eu também trabalho como produtora e levei alguns anos para gravar este álbum e depois fiz um documentário para a TV há algum tempo. Acho que dificilmente haverá qualquer apresentação ao vivo.

Ouvinte: Seria fantástico vê-la. Eu sei que muitos pensam assim também.
AF: Eu pessoalmente acho que isso seria divertido, mas tenho minhas limitações como artista. Hoje eu sinto que quero fazer o que sei fazer melhor e estar no palco nunca foi uma dessas coisas.

Ouvinte: Mas eu acho que você faz isso muito bem, e outros também concordam.
AF: Bem, muito obrigado.

Ouvinte: Você fará mais CDs?
AF: Eu não sei com certeza agora, estou muito ocupada com o CD atual. Mas veremos, nunca se deve dizer nunca, em vez disso devemos estar abertos a tudo. De repente eu posso ter várias ideias, então vamos esperar pra ver.

Ouvinte: Ok. Isso é o que eu queria saber. Eu tenho muitas outras perguntas, mas não consigo pensar em uma agora. Foi maravilhoso falar com você, eu gosto muito de você.
AF: Obrigada!!
Ouvinte: Obrigado e até logo!

FT: Bem, este é um bom fã, não é?
AF: Sim, ele é. Ele é muito agradável.

FT: E agora vamos tocar a próxima música com você, aqui está.

Música: When You Walk In The Room

FT: Bem, Agnetha. Você está pronta?
AF: Pronta para quê?

FT: Para um bate papo.
AF: Claro.

FT: Ótimo. Bem, você já recebeu um telefonema e algumas perguntas aqui na Rádio Viking. Como você acha que elas têm sido, difíceis ou fáceis?
AF: Está indo bem. É sempre assim, você tem que pensar antes de responder.

FT: E também quando pergunta, porque pode ser uma pergunta delicada. Se você perguntar sobre assuntos delicados, as coisas podem dar errado.
AF: Sim, podem.

FT: Em si mesmas, até para mim elas podem.
AF: Sim, podem para todos.

FT: Mas vamos voltar um pouco aos tempos do ABBA. Nós falamos sobre Waterloo antes e Brighton em 1974 e que esta não é a sua favorita. Muitas pessoas assim como eu não entendem o por quê. Você poderia esclarecer por que exatamente esta canção não é a sua favorita.
AF: Não é que eu não goste dela exatamente, mas é que provavelmente eu apenas goste de músicas que são um pouco mais lentas e quase sempre tem sido assim, eu prefiro aquelas que expressam um pouco mais e algumas pessoas preferem quando elas são um pouco mais movimentadas e assim por diante. Mas ela é uma música muito cativante que sei que muitos gostam bastante, então não há nada errado com ela. Mas se eu fosse escolher 5-10 entre as melhores canções que fizemos com o ABBA, então eu acho que Waterloo não seria uma delas.

FT: Qual música do ABBA significa mais para você quando você está apaixonada?
AF: É "The Winner Takes It All", eu gosto mais dessa, e depois há uma outra que Frida fez o vocal principal, é "Our Last Summer", que eu acho que também é muito boa.

FT: Eu também ouço essa. É uma das que me dão arrepios. E isso provavelmente por ela ser madura.
AF: Sim, e uma bela letra.

FT: Sim, pacífica e harmoniosa nas letras.
AF: Sim, absolutamente.

FT: Mas antes de nós continuarmos acho que vamos ouvir a próxima canção com Agnetha Fältskog.

Música: Snövit Och De Sju Dvärgarna outra vez

FT: Infelizmente é a mesma música que ouvimos antes, mas eu a acho tão boa que quis tocá-la novamente. O que você acha dessa?
AF: Pra mim tudo bem. Eu a gravei há tanto tempo, que quase esqueci dela.

FT: Há quantos anos foi isso?
AF: Bem, há quantos anos... Devem ser... Bem, eu quase não me atrevo a adivinhar quando fiz esta. Hmm. Eu comecei em 68... Bem... Em qual ano poderia ser? Em algum momento entre 1970-1975, é o tempo que ela tem.

FT: Há quantos anos você é uma artista?
AF: Se você pensar que gravei o meu primeiro álbum em 1968, então quantos anos poderiam ser? Nós quase precisaremos de uma calculadora aqui.

FT: Bem, são quase trinta... trinta anos, hein?
AF: Sim, há 30 anos vencemos com Waterloo. Isso foi em 74 e esta música é de seis anos antes, quando eu comecei como artista solo. Portanto 36... Sim, eu quase tenho sido uma artista por quase 40 anos.

FT: Isso é bom e sua voz ainda soa bem hoje em dia. Isso é ótimo.
AF: Sim, isso é fantástico, não? Quando começamos a trabalhar no novo CD não sabíamos se a voz ainda estaria lá. Durante o ano em que gravamos as demos eu treinei a minha voz e tentei cantar, porque era um pouco difícil antes de aquecer a voz para que ela pudesse soar como eu costumava fazer. É como uma máquina que você tem que
colocar óleo para que ele funcione.

FT: Sim, compreendo. Mas agora acho que vamos esta que na verdade fez o ABBA vencer em Brighton em 1974, senhoras e senhores. Estou falando de "Waterloo". Por favor ajudem a si mesmos com "Waterloo"!

Música: Waterloo

FT: Esta é "Waterloo", com Agnetha Fältskog. Bem, o que você pensa sobre essa canção? Eu sei que lhe perguntei isso várias vezes.
AF: Bem, se eu vou contribuir, esta é "Waterloo" com o ABBA.

FT: Sim, mas você era uma parte disso.
AF: Eu era uma parte disso. Com certeza.

FT: E você foi a única que usou aquela roupa azul.
AF: Sim, e que capa pequena.

FT: Ou talvez não era você?
AF: Sim, era eu. Você não se lembra disso? Quantos anos você tinha então? Você provavelmente não era nascido na época.

FT: Eu tinha um ano de idade.
AF: Você tinha um ano de idade, então?

FT: Um ano de idade, e você usava um vestido azul, muito apertado. Foi naquela época? E depois você usou alguma coisa azul, quase como um barrete.
AF: Sim, quase como um capa pequena de bebê. Mas eu usava calças, que foram encompridadas na parte inferior. Era assim.

FT: Como é que uma roupa como esta era feita, pra caber em você ou na música? Como era isso?
AF: Nós tínhamos alguns rapazes e garotas que nos ajudavam a costurar, ou então que costuravam as nossas roupas. Acontecia que eu as usava. E nós tínhamos que escolher um pouco, e eles tinham boas ideias e assim por diante. E eu acho que Frida vestiu uma saia assim, havia uma troca.

FT: Aconteceram muitas coisas durante estes anos como artista?
AF: É claro que muita coisa aconteceu, e o mais importante de tudo isso é que foi muito divertido e as coisas correram muito bem. Você não conhece o começo. No início isso era apenas um hobby pra mim. Eu sabia realmente desde cedo o que eu queria, eu gostava muito de compor canções e principalmente ouvi-las, e eu tinha muitas... Agora de repente chegou uma melodia aos meus ouvidos.

FT: Bem, vamos descobrir o que é.
AF: Que melodia é essa.

FT: Ok, enquanto eu descubro, vamos ouvir uma canção com Agnetha Fältskog, e é esta aqui.

Música: If I Thought You’d Ever Change Your Mind

FT: Esta foi "Ever Change Your Mind", com Agnetha. Você acha que estou bem no inglês?
AF: Sim.

FT: "Evverr change yourr majnd".
AF: O título é muito longo. É muito difícil pronunciá-lo.

FT: Sim, mas o que parecia a minha boca quando eu disse isso?
AF: Bem, ela parecia bem.

FT: Você daria boas notas?
AF: Sim, com certeza. Você fez um esforço, eu percebi.

FT: Ótimo! Bem, por si só este é um título difícil, mas que dá pra você fazer. Esforçando-se um pouco.
AF: Sim, você faz.

AF: Mas eu também sei que quando você fez este CD você achou que foi divertido, este é um álbum pelo qual você se apaixonou?
AF: Sim, com certeza. Nós trabalhamos nele por tanto tempo que... E eu tive a ideia há muito tempo atrás, eu queria gravar esse tipo de canção dos anos 60 ou anos 50 ou um pouco misturado. Então foi muito bom quando ele foi finalizado e eu sinto que finalmente estou satisfeita depois de todos esses anos.

FT: Sim, eu posso imaginar. E antes eu farei mais algumas perguntas, tudo bem... Certo?
AF: Sim, é isto.

FT: Antes de pegar qualquer outra pergunta vamos tocar mais algumas músicas com Agnetha. Eu escolhi uma bela canção que pessoalmente gosto muito e é esta.

Música: Love Me With All Your Heart

FT: Vocês acabam de ouvir Agnetha Fältskog, de seu novo CD que eu acho que se chama “Kalar in tha bock”. Ou como é chamado em sueco: Målarbok. E nós vamos continuar por mais algum tempo. Como você acha que tem sido até agora?
AF: Eu acho que está indo bem.

FT: Você está relaxada?
AF: Claro que sim. Absolutamente. É sempre um pouco tenso quando você está fazendo algo no início, mas depois vai melhorando.

FT: Qual foi a entrevista mais divertida ao longo dos anos?
AF: Oh, é muito difícil dizer. Cada entrevista é especial do seu próprio jeito. Esta é especial do seu próprio jeito. O que fiz no programa de TV é especial à sua maneira e por isso é difícil mencionar uma em particular, então é bom quando você pode pensar no que você quer dizer.

FT: Você não tem uma entrevista favorita que você realmente gostou e pensou que "esta foi uma das mais divertidas na minha vida e irei sempre lembrar dela"?
AF: Não, mas eu disse no especial de TV quando terminamos que aquela foi a entrevista mais divertida porque aconteceu algo que me fez reagir daquela maneira. Mas quando se olha para trás é claro que fizemos várias entrevistas muito agradáveis ao longo dos anos. E como eu disse, esta também é especial.

FT: É também muito especial. E é realmente a entrevista mais divertida que fiz desde que eu comecei aqui na Rádio Viking.
AF: Obrigada.

FT: Eu vou lembrar disso para o resto da minha vida.
AF: Isso é ótimo.

FT: Mas talvez alguma dia haja uma retrospectiva.
AF: Sim, nunca se sabe.

FT: Talvez nós cantaremos no mesmo álbum algum dia, quem sabe.
AF: Sim, cantaremos um dueto.

FT: Sim, talvez algum dia. Fredrik e Agnetha no próximo álbum.
AF: Sim, nunca se sabe o que vai acontecer no futuro.

FT: Fredrik e Agnetha no próximo álbum. O segundo retorno de Agnetha.
AF: Sim, talvez. E a estreia de Fredrik.

FT: A estreia de Fredrik cantando juntamente com o retorno de Agnetha Fältskog. Brincadeiras à parte. Nós temos um outro ouvinte que quer fazer perguntas.
Ouvinte: Sim, Olá?
FT: Olá!

Ouvinte: Oi, meu nome é Nico e eu também acho que é muito divertido que Agnetha tenha voltado com um novo CD, "My Colouring Book", e eu pergunto a Agnetha, se você escolhesse uma favorita no novo álbum, qual seria?
AF: Eu provavelmente escolheria "Sometimes When I’m Dreaming", porque acho que ela é muito boa.

FT: Desculpe-me por interromper. Eu poderia pedir-lhe para desligar o volume do seu rádio porque está com eco.
Ouvinte: É claro. Desculpe-me. Já fiz isso agora, eu espero.

FT: Sim, agora você pode continuar.
Ouvinte: Eu pergunto se você tem quaisquer outras favoritas de antes da época do ABBA também.
AF: Você quer dizer antes da época do ABBA?

Ouvinte: Sim, exatamente, de suas gravações solo. Entre as suas próprias canções.
AF: É sempre muito difícil pensar a uma certa distância. Existem muito poucas que eu gosto. É sempre assim, quando você trabalha em uma produção, você gosta de todas as músicas enquanto você está gravando. Mas depois você adquire uma perspectiva e alguns anos passam e eu fico imaginando porque gravei tal música. É desse jeito.

Ouvinte: Sim, eu entendo. Bem, a maior parte do tempo talvez você goste de suas músicas mais recentes.
AF: Sim, provavelmente. É difícil escolher apenas uma.


Ouvinte: Mas obrigado por atender à minha ligação e me deixar fazer as perguntas e eu desejo-lhe boa sorte, é muito divertido que você esteja neste também divertido programa de rádio.

AF: Sim, obrigada por ligar.

Ouvinte: Sim, muito obrigado. Tchau.

AF: Tchau.

FT: Ele foi muito positivo em relação a este programa de rádio, e é maravilhoso que as pessoas estejam tão fascinadas com este programa. E estou receoso de estarmos prestes a acabar as minhas duas horass. E você tem sido fantástica e chamativa durante estas duas horas. Sim, eu acho que essa foi a transmissão mais divertida que eu fiz em toda a minha carreira aqui, eu tenho que dizer que você tem sido diligente e chamativa hoje. Não consigo encontrar outra palavra para isso. Até agora, eu recebi 22 ligações. E vamos tocar mais uma música, ela será a próxima música e é esta. Esta também é com Agnetha Fältskog. Mas como eu disse, antes nós... Nós vamos tocá-la primeiro e depois vamos dizer obrigado. Aqui está Agnetha Fältskog.


Música: Jag var så kär

FT: Esta foi "Jag var så kar" com Agnetha Fältskog. E ela e eu quase cantamos um dueto aqui no estúdio. Certo?
AF: Sim, essa foi também dos anos dourados.

FT: Sim. O que passou pela sua mente enquanto você a estava compondo? Eu tenho que lhe perguntar antes do programa acabar e acho que os ouvintes também querem saber.
AF: Foi há muito tempo atrás, era 1968 ou 1967 e eu tinha apenas 17-18 anos de idade e estava infeliz no amor, você sabe, com um rapaz. E é muitas vezes depois disso que você vem com esse material, que você chega com muitas melodias e então você está em um estado de espírito, ou estava, que é... Muitas vezes é assim hoje em dia também, eu componho quando estou um pouco deprimida assim.

FT: E lê.
AF: Sim, isso quando aparece alguma coisa.

FT: E há mais uma coisa para eu perguntar, e tenho certeza que os ouvintes também. Quem a descobriu? Eu acho que quando você trabalhava em uma revendedora de carros em Jönköping, alguém chamado Little Gerhard a chamou.
AF: Sim, um rei do rock.

FT: E você estava tão surpresa que o abraçou várias vezes.
AF: Eu não podia acreditar que era ele.

FT: E você no início não percebeu que era ele.
AF: Não, eu não me atrevi a pensar que era. Porque este era o meu maior desejo, de que alguém estivesse interessado na minha voz e eu gostaria fazer uma gravação, por isso não me atrevia a acreditar que era ele chamando. Mas era ele mesmo.

FT: E ele queria fazer uma gravação com a orquestra e você e seu pai foram até Estocolmo.

AF: Sim.

FT: Deve ter sido fantástico para uma menina de 17-18 anos de Jönköping ir até Estocolmo.

AF: Exatamente, e eu ainda estou aqui.

FT: Sim, e você está sentada em frente a Fredrik Torping na Rádio Viking.

AF: Sim!

FT: Sim, mas não acredito com os meus olhos que eu algum dia iria conseguir fazer uma entrevista como esta.

AF: Sim, que divertido. É muito divertido para mim também ver que você está feliz também. E foi divertido conversar com algumas pessoas também. Eu ouço a 101.4 com bastante frequência.

FT: Ok, e antes de terminar, vamos aproveitar a oportunidade para agradecer ao seu motorista que na verdade dirigiu para você apenas para esta entrevista.
AF: Sim, ele provavelmente vai apreciar a saudação. Seu nome é Lasse.

FT: Então vamos enviar uma saudação para Lasse e dizer que Fredrik pessoalmente o cumprimenta e diz que agradece por ter conduzido Agnetha Fältskog até o estúdio. Um grande, grande, caloroso muito obrigado. E provavelmente não há muito a dizer a não ser que desejo a você, Agnetha, um ótimo verão.
AF: Tenha um ótimo verão!

FT: E isso é tudo de Ekerö FUB e Fredrik e Agnetha. E Fredrik diz mais uma vez, tenham um bom verão! Até mais a todos vocês pessoas animadas e felizes.

***

Fonte: Agnethaarchives

1 comments:

Anônimo disse...

É sempre emocionante ouvir uma entrevista de Agnetha, e ver como nesta entrevista que ela ainda tem muito carisma.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...