domingo, 15 de agosto de 2010

Frida 1967-1972

Para o público internacional ela é conhecida como um membro do ABBA, mas na Suécia, Anni-Frid "Frida" Lyngstad teve uma carreira como cantora durante vários anos antes do ABBA começar. Entre o outono de 1967 e a primavera de 1972, Anni-Frid gravou para a EMI na Suécia, e pela primeira vez, as gravações completas da EMI foram coletadas em uma compilação.

Se por acaso alguém perguntar o que aconteceu na Suécia no domingo dia 3 de setembro de 1967, eles podem lembrar que esse foi o dia em que a Suécia passou a dirigir do lado esquerdo da estrada para o direito. Este evento revolucionário também coincidiu com o surgimento de uma cantora então desconhecida, que também mudou trajetórias em sua carreira naquele mesmo dia.

Em 1967, a EMI na Suécia, juntamente com a organização de caridade infantil Barnens Dag, encenou a competição de talentos "Nya Ansikten" ("Novos rostos"). Neste domingo de setembro, a final nacional realizou-se no famoso palco ao ar livre Skansen, em Estocolmo. Totalmente em segredo, os arranjadores da competição haviam combinado com a televisão sueca que o vencedor deveria ter uma surpresa especial: ele ou ela deveria estrear ao vivo pela televisão naquela mesma noite no show especial que se seguiu ao vivo, e comemorar a maior mudança de tráfego da Suécia naquela noite. O vencedor tinha 21 anos, Anni-Frid Lyngstad, que tinha escolhido apresentar En Ledig Dag, uma música que no início daquele ano tinha sido um sucesso na parada sueca de rádio Svenskstoppen com o cantor sueco Östen Warnerbring.

Anni-Frid não apenas venceu a competição, mas de repente ela entrou nas salas de estar de um milhão de lares suecos com o seu desempenho na TV. "Foi como um sonho", disse Anni-Frid para o maior jornal noturno da Suécia, Expressen.

Anni-Frid estava no palco cantando com várias bandas de dança desde que tinha 13 anos, mas não foi até esta revelação que ela fez a sua primeira gravação. - "Nós realmente gostamos dela como uma artista, e eu achei que ela tinha tudo o que é preciso para chegar aos locais", recordou mais tarde o produtor da EMI Olle Bergman. Toda a agitação e atenção da mídia em torno de estreia de Anni-Frid na TV despertou a atenção de um grande número de pessoas da indústria fonográfica na Suécia, e o arranjador da competição de talentos da EMI quase perdeu a sua nova descoberta. No entanto, na manhã seguinte, Bergman entrou em seu carro e dirigiu até Eskilstuna, onde Anni-Frid vivia, para se certificar de que ela havia assinado com a sua empresa.

A primeira gravação profissional de Anni-Frid ocorreu no estúdio Europa Film em 11 de setembro de 1967, quando ela gravou os dois lados do seu single de estreia: En Ledig Dag / Peter, Kom Tillbaka. Poderia ter sido um dia inteiro para a primeira gravação de Anni-Frid, mas os anos como cantora haviam lhe dado muita prática e ela só precisou fazer os vocais para En Ledig Dag uma vez.

Nem o primeiro single e nem os seguintes durante os primeiros três anos com a EMI foram bem sucedidos comercialmente. Alguns deles entraram em colocações baixas da parada de rádio, mas estavam longe de serem vistos na parada de vendas. Os comentários na imprensa e nas rádios eram bons, mas talvez a sua voz era muito sofisticada ou a escolha das músicas estava errada, a artista de gravação Anni-Frid Lyngstad não se tornou exatamente um nome familiar. - "Eu devo ter algum tipo de gravação que não entra nas paradas", disse Anni-Frid em uma entrevista na época.

A ausência de sucesso nas paradas não significava que o seu material inicial fosse inferior. Ela dava uma característica muito natural e descontraída para a sua voz, e uma habilidade rara e subestimada em acertar todos os tons corretamente, e ao mesmo tempo soando como se ela acreditasse no que estava cantando.

Ela transformou a banalidade de Din em sinceridade, a sonoridade pesada de Simsalabim tornou-se encanto e a ingenuidade de Härlig Är Vår Jord tornou-se credibilidade, só para citar alguns exemplos. Härlig Är Vår Jord do verão de 1969 foi a forma com que Anni-Frid encontrou pela primeira vez o Eurovision Song Contest, que cinco anos mais tarde traria um impacto tão grande na sua carreira. Em 1969, ela ficou na 4ª posição na final para a seleção do representante sueco do ano.

Os compradores de discos poderiam ter falhado com ela, mas houveram outros que apreciaram as qualidades de Anni-Frid. O consagrado cantor sueco Lasse Lönndahl queria que ela se juntasse a ele em sua turnê de verão nos folkparks suecos (salões de baile ao ar livre ou fechados) no verão de 1968, e em 1969 e 1970 ela trabalhou extensivamente com o cantor e pianista sueco Charlie Norman em espetáculos cabaré e nos folkparks.

Foi na primavera de 1969, quando ela estava trabalhando com Norman em Malmö, no sul da Suécia, que Anni-Frid encontrou Benny Andersson pela primeira vez. Eles logo se tornaram um casal e também estabeleceram sua parceria de colaboração musical que afinal se tornaria o ABBA - a partir da gravação do seu sétimo single Peter Pan em setembro de 1969, Benny Andersson produziu o restante de suas gravações para a EMI.

Na história do ABBA de uma maneira menos direta para a fama mundial Peter Pan é particularmente interessante, já que a canção foi escrita por Benny juntamente com Björn Ulvaeus. Portanto foi a primeira gravação a reunir o talento de três futuros membros do ABBA. Benny também toca piano nesta gravação. Outro nome importante na história do ABBA, Stig Anderson, um dos compositores mais prolíficos da Suécia nos anos 60, naturalmente já tinha entrado na carreira de Anni-Frid com letras para Mycket Kär and Så Synd Du Måste Gå. Ao mesmo tempo, assim como Benny tornou-se uma parte natural de sua vida musical, o nome de Stig também apareceu com mais frequência nas gravações de Anni-Frid.

Entre o trabalho cabaré com Charlie Norman e a gravação do seu single Där Du Går Lämnar Kärleken Spår na primavera de 1970, Anni-Frid também participou da série sueca de televisão "När Stenkakan Slog", que foi ao ar no outono daquele ano. A ideia da série era fazer cantores populares de "hoje" como Björn Skifs, Sten Nilsson, Mona Wessman e Svenne & Lotta cantarem schlagers de 1915 a 1955. Não lançadas anteriormente, estamos felizes em apresentar pelo menos quatro contribuições de Anni-Frid para a série. A mais famosa delas é Min Soldat, uma das favoritas na Suécia na época da guerra, originalmente gravada por Ulla Billquist. As outras três canções da série de televisão foram originalmente lançadas na Suécia no final dos anos 40 e início dos anos 50. Todas estas canções foram gravadas em estúdio exclusivamente para a série e apresentadas em playback na TV.

No outono de 1970, após três anos e oito singles na EMI, a equipe Lyngstad e Andersson começou a trabalhar no álbum de estreia de Anni-Frid, Frida. Talvez todo o trabalho cabaré dela com Norman, onde alguns números requeriam uma certa habilidade em atuação, elevou a capacidade de Anni-Frid em transmitir as palavras de uma canção. O álbum Frida é sem dúvida o ponto alto dos anos de Anni-Frid com a EMI. Gravações como Tre Kvart Från Nu, Jag Blir Galen När Jag Tänker På Dig, Sen Dess Har Jag Inte Sett'en e Telegram för Fullmånen são provas evidentes de que a parte sueca do mundo musical perdeu uma "grande cantora" quando ela mais tarde fez parte do fenômeno internacional ABBA. E a sua versão de Lycka, de Andersson/Ulvaeus (com letras de Stig Anderson), deixou a versão dos dois compositores muito atrás - um tratamento verdadeiramente pessoal e emocional para uma canção basicamente muito simples.

Durante as gravações do álbum, Björn, Benny, Agnetha Fältskog e Anni-Frid trabalharam em seu primeiro projeto em conjunto, o show cabará chamado Festfolket. A estreia do show foi precedida pela sua primeira apresentação juntos no programa de rádio sueco "Våra Favoriter" em 3 de outubro de 1970. Com um verdadeiro espírito democrático o quarteto apresentou Som Ett Eko de Agnetha, Hej Gamle Man! de Björn & Benny e Barner Sover do próximo álbum de Anni-Frid. Neste álbum, temos o prazer de incluir esta histórica e inédita apresentação ao vivo de Barner Sover, com Björn ao violão e Benny ao piano.


O espectáculo cabaré Festfolket, que também visitou a Suécia no início de 1971, não foi contudo uma experiência muito feliz para os dois casais, e quase se transformou no fim da colaboração dos quatro como um grupo. A maioria do material escrito para o show (Hej Gamle Man! e Tre Kvart Från Nu do álbum de Anni-Frid foram duas boas exceções) ficou fora de lugar, e as longas viagens em estradas escorregadias no inverno fez o resto. - "Foi um trabalho difícil, muito simplesmente - mais difícil do que ivertido", lembra Anni-Frid. Os planos para um grupo permanente foram arquivados, e enquanto Agnetha, Björn e Benny viajavam juntos no verão de 1971, Anni-Frid caía na estrada com o cantor e compositor sueco Lars Berghagen. O esperançoso Berghagen havia se tornado tão popular na Suécia, que ele queria oferecer um pouco mais do que apenas ele mesmo e um guitarrista, o que havia sido o seu show até então. Ele trouxe mais músicos e Anni-Frid foi uma adição bem vinda ao seu show. Antes da turnê, Lars e Anni-Frid também gravaram um single em dueto, En Kväll Om Sommarn / Vi Vet Allt, Men Nästan Inget, e quando En Kväll Om Sommarn entrou nas paradas de rádio, eles comemoram com um sorvete na Kramfors! Este single tornou-se uma raridade nos últimos anos, e as duas faixas fazem sua estreia em cd nesta compilação.

Os dois casais podiam ter abandonado temporariamente seus planos de continuar como um quarteto permanente, mas ainda apareceram nas gravações uns dos outros. A primeira vez que todos eles apareceram juntos em uma gravação foi quando Agnetha e Anni-Frid fizeram vocais de apoio em Hej Gamle Man! de Björn & Benny's em 1970, um exemplo de como ele mantiveram contato no ano seguinte. Talvez um pouco da magia do ABBA teve um efeito sobre o sucesso do primeiro topo de Anni-Frid na Svensktoppen no outono de 1971, Min Egen Stad. Björn, Benny e Agnetha gravaram os vocais de fundo, e Benny tocou nos teclados. Min Egen Stad é uma versão em linguagem local da música de Benny Andersson para os Hep Stars It's Nice To Be Back, com letras em sueco de Peter Himmelstrand. Encorajada pelo sucesso da música, a EMI adicionou Min Egen Stad ao álbum Frida.

Entre o outono de 1971 e a primavera de 1972, Anni-Frid continuou sua colaboração com Lars Berghagen, como também ambos apareceram na revista "Mina Favoriter" no teatro Folkan em Estocolmo. Durante este período, a colaboração entre Björn, Benny, Agnetha e Anni-Frid tornou-se mais ativa. Em janeiro de 1972, Anni-Frid gravou seu último single pela EMI, Vi Är Alla Barn i Början / Kom och Sjung En Sång. Em muitos aspectos foi um encerramento simbólico para esta parte de sua carreira, o lado A foi escrito por Björn e Benny, a letra para o lado B foi escrita por Stig Anderson, Benny produziu e fez os vocais de apoio juntamente com Björn e Agnetha. Logo, Anni-Frid como uma artista passaria a se chamar Frida, e junto com os seus "vocalistas de apoio" e sob a direção do seu "compositor" eles seriam a primeira equipe a levar a música pop sueca ao mundo inteiro - mas esta é uma outra história.

Carl Magnus Palm, 1997.
(Traduzido para o inglês por Sven Åke Peterson - EMI Svenska AB)

***

"Frida 1967-1972" é uma compilação em CD duplo com as gravações oficiais completas de Anni-Frid para a EMI Svenska AB, além de algumas faixas bônus. Ele contém um livreto de 12 páginas.

Data de lançamento na Suécia: 13 de outubro de 1997.

Lista de faixas:

CD 1

1. En ledig dag
2. Peter, kom tillbaka
3. Din
4. Du är så underbart rar
5. Simsalabim
6. Vi möts igen
7. Mycket kär
8. När du blir min
9. Härlig är vår jord
10.Räkna de lyckliga stunderna blott
11.Så synd du måste gå
12.Försök och sov på saken
13.Peter Pan
14.Du betonar kärlek lite fel
15.Där du går lämnar kärleken spår
16.Du var främling här igår
17.Tre kvart från nu
18.Jag blir galen när jag tänker på dej
19.Lycka
20.Sen dess har jag inte sett 'en

CD 2

1. En ton av tystnad
2. Suzanne
3. Allting skall bli bra/Vad gör jag med min kärlek
4. Jag är beredd
5. En liten sång om kärlek
6. Telegram för fullmånen
7. Barnen sover
8. En kväll om sommarn (Lars Berghagen & Anni-Frid Lyngstad)
9. Vi vet allt, men nästan inget (Lars Berghagen & Anni-Frid Lyngstad)
10.Min egen stad
11.En gång är ingen gång
12.Vi är alla bara barn i början
13.Kom och sjung en sång

Faixas bônus, anteriormente inéditas:

14. Att älska i vårens tid
15. Ole Lukköje
16. Vad gör det att vi skiljs för i afton
17. Min soldat
18. Barnen sover (live)

Fonte: ABBA Another site by Jean-Marie Potiez

3 comments:

Renata disse...

Olá, Adauto
Li seu comentário no Orkut, dizendo que vai parar de postar no blog com frequência. Que pena. Mas vc não imagina que não responder recados pode ser um dos motivos de desinteresse?

Sei q não vai aceitar este comentário, nem é minha intenção, simplesmente reflita.

Abraço

Lacerda disse...

Olá, Renata

Como eu afirmei no orkut, pelo menos por algum tempo vou precisar diminuir o meu ritmo por motivos pessoais.

Sim, você está certa. Um dos motivos de desinteresse pode ser a minha ausência de respostas, mas é que não disponho de tempo para postar e responder. Por isso pelo menos agora preciso diminuir o ritmo para tentar respoder sempre que possível. Porém, apesar dessa abertura, o espaço é destinado a comentários. As perguntas poderiam ser feitas no orkut (para os cadastrados no site) para que tanto eu quanto outras pessoas possam responder às eventuais dúvidas, já que existem muitas pessoas ali que certamente conhecem a banda muito mais do que eu.

Agradeço a atenção e desculpe-me por algo. Abraço!

Anônimo disse...

Adorei ela está de parabéns

Giulia T.Roselli
Marília-SP

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...