sábado, 31 de janeiro de 2009

O reencontro de Frida com o pai 32 anos depois

Depois de 32 anos eles se viram pela pela primeira vez - Anni-Frid Lyngstad e seu pai.

Durante todos esses anos Frida acreditava que seu pai havia morrido na guerra. Há uma semana finalmente eles puderam se abraçar - a cantora mundialmente famosa e o padeiro Alfred Haase, de Westruhe na Alemanha Ocidental.

Foi a revista alemã "Bravo" que mostrou os dois juntos. Em um artigo há 14 dias atrás, a revista contou a história de amor na Noruega entre um soldado alemão e uma gartota norueguesa. O resultado foi Anni-Frid. Sua mãe morreu depois de dois anos e seu pai foi dado como morto na guerra. Anni-Frid mudou-se para a Suécia com a avó. Um dos muitos fãs do ABBA viu o artigo e disse "este talvez seja o meu tio!". Quando o tio Alfred Haase ficou sabendo sobre o artigo contatou a revista e eles contataram Anni-Frid.

Incrivelmente tensa

Esta semana pai e filha se reuniram em Lidingö. Anni-Frid ficou claramente tocada ao conhecer seu pai.


- Eu não podia ir ao aeroporto. Eu estava muito tensa antes de encontrar-me com ele, disse Anni-Frid ao Göteborgsposten, o único jornal em que ela quis falar sobre o assunto.


- Quando ele chegou nós apenas nos abraçamos. Não me lembro muito do que dissemos.

Alfred Haase ficou com Benny até segunda-feira. Ele também conheceu os seus netos Lise-Lotte, 10 anos e Hans, 14.

- Eu estava constantemente nervosa o tempo todo. As diferentes línguas não ajudavam muito também. Meu pai me disse que ele estava muito nervoso para me encontrar. Ele nunca soube que tinha uma filha. Ele me disse que viu minha mãe sozinha quando ela estava caminhando com um balde. Depois eles se encontraram diariamente até que ele foi enviado de volta à Alemanha.

- Quando eu era uma menina foi-me dito que ele provavelmente tinha sido morto durante a guerra. Em um comboio militar, Anni-Frid diz ao GP.

- Mas eu ainda fantasiei sobre nós nos reunirmos algum dia.

Finalmente o alívio

- Agora todo o meu passado veio sobre mim. Depois que ele voltou para a Alemanha. A reação veio várias noites atrás, eu chorei a noite toda.

A mãe de Anni-Frid, Synni Haase Lyngstad, conheceu Haase quando ele era um jovem oficial em Ballangen nos arredores de Narvik durante o fim do mundo que foi 1945. Eles se encontraram diariamente durante seis meses. Nove meses depois ele se tornou o pai de uma menina. Alfred Haase nunca soube disso.

Após dois anos da morte de Synni ela e sua avó mudaram-se para a Suécia.

- Ela estava consciente de que "crianças alemãs" estavam tendo um momento muito difícil na Noruega. Ela mudou-se para dar a mim e a ela uma nova chance. Acabamos por ficar em Torshälla, perto de Eskilstuna. Foi quando a minha vida realmente começou.

Anni-Frid agora tem dois meio-irmãos, Peder e Karin, ambos com 30 anos.

(Na foto Peter Haase, irmão de Frida)

-Temos gostos parecidos. Nós temos as mesmas características, o mesmo dedo indicador torto. Meu pai e eu ainda temos os mesmos pés.

- Então ele é meu pai e está tudo bem.


(Publicado no jornal Expressen, em 15 de Setembro de 1977)


Em 1978 Frida e Benny foram à Alemanha para visitá-lo. Depois disso ela descobriu que seu pai na verdade quando soube que Synni estava grávida foi embora da Noruega. Por um tempo o contato com o seu pai foi interrompido, mas ele disse em 2001 que eles se falam regularmente e qualquer relatório contrário é falso. Disse ainda ser extremamente orgulhoso da filha. Segundo jornais alemães, Alfreed Haase faleceu no início deste ano em uma casa de repouso na Alemanha...

1 comments:

Raquelli disse...

Nossa estava hoje mesmo olhando as fotos desse reencontro, e não faz muito tempo duas fotos tbm scâneadas da revista vendo, e depois vou na comu e vejo que tem a tradução justo disso nesse blog *------*
rsrsrs.

Adorei, muito boa as suas postagens nesse blog. Um presente a nós ABBA fãs. Só achei muita safadeza dele ter ido embora quando soube que ela estava gravida. Mas foi um bonito reencontro entre os dois.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...